Tendências de consumo para e-commerce em 2022

Com novas formas de pagamento, mudanças significativas no comportamento do consumidor e maior adesão aos canais digitais, o e-commerce segue avançando no Brasil. Ilustrando em números, no ano passado o faturamento do setor cresceu 48,41% em comparação a 2020, como aponta o índice MCC-ENET, métrica desenvolvida pela Neotrust/Movimento Compre & Confie em conjunto com o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital.

O resultado, inclusive, é ainda mais expressivo nas pequenas e médias empresas. De acordo com o levantamento Nuvem Commerce, o faturamento destes empreendimentos foi de mais de R$ 2,3 bilhões em 2021, um avanço de 77% em relação ao ano anterior. O estudo, conduzido pela plataforma NuvemShop, aponta ainda que cinco milhões de brasileiros compraram online pela primeira vez durante o período.

Ao que tudo indica, essas mudanças tendem a ser mais profundas do que parece, modificando traços culturais no Brasil e no mundo. Tal percepção ficou aparente em uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), que revelou que 70% dos consumidores de e-commerce do Brasil pretendem priorizar as compras em sites e aplicativos. O nível de satisfação das experiências também chamou a atenção, com 78% de índice positivo.

Em um mercado tão disputado e dinâmico, ficar de olho nas tendências de consumo é essencial, principalmente se você pretende abrir um negócio online. Por isso, preparamos um conteúdo especial para te ajudar na hora de escolher um setor de atuação no e-commerce!

Produtos mais vendidos em 2021 podem indicar tendências de consumo

De acordo com o índice MCC-ENET, os equipamentos para escritórios lideraram as vendas no varejo em 2021. Responsáveis por mais de 40% das vendas gerais, produtos como smartphones, cadeiras para escritórios, notebooks e demais acessórios, se tornaram “ficha carimbada” para os brasileiros. Neste segmento, preços atraentes e eficiência nas entregas é fundamental, já que os consumidores costumam ser bastante exigentes nestes quesitos.

Muito por conta da popularização do Home Office, diversas pessoas decidiram investir mais tempo e conforto nos ambientes domésticos, consolidando de vez o comércio digital do setor de móveis e eletrodomésticos. Com 27,6% de participação no mercado do ano passado, a categoria inclui itens como TV’s, air fryer, camas, travesseiros, entre outros. Uma dica para investir no segmento de decoração é buscar peças exclusivas feitas de forma artesanal, por exemplo, agregando valor de exclusividade na hora da venda.

Em terceiro lugar no ranking de vendas online do ano passado ficou o nicho de vestuário e calçados. Responsáveis por 10,2% das vendas, o setor promete um desempenho ainda melhor em 2022. Isso porque, com a rotina voltando ao normal e com o retorno dos eventos presenciais, a expectativa é de que o mercado siga aquecido. Ao começar um negócio no ramo, tenha atenção às informações que disponibiliza ao consumidor como tipo de material e tamanhos disponíveis. E não se esqueça: capriche na qualidade das fotos!

Além de escolher com atenção o nicho de mercado que deseja atuar, recomendamos também investir em ferramentas e tecnologias que podem agregar valor e contribuir para uma melhor experiência do cliente. Neste cenário, adotar práticas como Chatbot (sistema de automação do atendimento), estratégias de Omnichannel (integração entre os diversos canais de comunicação e venda) e meios de pagamentos instantâneos (a exemplo do Pix) podem ser diferenciais para conquistar de vez os clientes.

Esperamos que as nossas dicas tenham sido valiosas para você e para o seu negócio!
Caso queira saber mais sobre esse e outros assuntos, contate a equipe da CuboPay e venha somar os melhores resultados conosco! (:

Baixe o App

Baixe APP Cubopay no Google Play
Baixe APP Cubopay na Apple Store

Para Empresas

Para Empresas:
merchant@cubopay.net

Copyright ©2021 Todos Direitos Reservados | CuboPay.net
Brasil - Cubotech Tecnologia Ltda - Av Paulista 37 cj 41, Bela Vista - SP